Afinidades não produzem conflitos drásticos

Não faz sentido ser parecido com outrem, mas não ser conivente com suas atitudes. Leões e hienas vivem em contenda, mas é insipiência falar que animais com natureza totalmente distintas são parecidos analisando apenas detalhes isolados. Forçar uma simplificação absoluta que, de certo ponto de vista, engloba todos os seres humanos não justifica tais enfrentamentos.

A ânsia em defender a sua perspectiva, exclusivamente, não é uma característica singular que pode ser usada para categorizar pessoas. O ser humano é complexo e conflitos são inevitáveis, mas isso não me torna parecido com Fulano ou com Sicrano, ainda por cima quando agem de maneira totalmente diferente da minha, observando integralmente.

Certo, meu lado mais liberal abre espaço o suficiente para deixar claro que não há maneira certa ou errada de agir, faça o que pretender com a sua vida, porém eu sou sensato o suficiente para carregar o bônus e o ônus das minhas escolhas, e o afastamento social direcionado faz parte disso, zero arrependimento até aqui.

Ouvir certas afirmações, quase sempre transbordando o nada, é ter certeza que o interlocutor não me conhece ou não conhece o terceiro envolvido, não que seja uma preocupação basilar da minha vida.

Quem és tu que queres julgar, com vista que só alcança um palmo, coisas que estão a mil milhas?

Dante Alighieri – A Divina Comédia – Paraíso

Animais de natureza semelhante convivem juntos, em regra harmonicamente. Os conflitos existentes são gerados por opiniões que diferem, mas apontam para a mesma direção. Experimente buscar isso para a sua vida, cerque-se de pessoas com objetivos comuns. Quem experimenta o seu sofrimento, a sua preocupação, compreenderá a importância das suas realizações.